Início » Microcopy: saiba o que é, como usar e as melhores práticas
Microcopy: saiba o que é, como usar e as melhores práticas

Microcopy: saiba o que é, como usar e as melhores práticas

O microcopy é um termo bastante utilizado no mundo do marketing digital, especialmente no contexto de Experiência do Usuário (UX) e UX Writing.

É uma forma de escrita que tem como objetivo criar textos curtos e precisos que auxiliem os usuários em suas interações com produtos e serviços.

Neste artigo, vamos compreender melhor o conceito de microcopy, qual a sua função para estratégias de marketing, além de como fazer, melhores práticas e exemplos. Continue a leitura até o final.

O que é Microcopy?

O microcopy pode ser definido como microtextos escritos com o objetivo de guiar e ajudar o usuário em suas interações com produtos e serviços na web.

Derivados do copywriting, esses textos curtos e objetivos são geralmente encontrados em elementos que facilitam o entendimento e a navegação do visitante, passando informações relevantes para que o usuário compreenda o que deve ser feito ou o que aconteceu após uma determinada ação.

O conceito de UX (User Experience) envolve toda a experiência do usuário em relação a um produto ou serviço digital. Já o UX writing é a parte da experiência que envolve a escrita de textos e conteúdos que vão ser utilizados em interfaces digitais.

O microcopy é uma parte essencial do UX writing, já que é responsável por transmitir informações importantes e guiar o usuário em suas interações.

Para que serve o Microcopy no Marketing?

O Microcopy pode ser uma ferramenta bastante efetiva e poderosa no marketing digital, uma vez que é capaz de influenciar o comportamento do utilizador. Isso porque, ao criar textos persuasivos e direcionados, ele pode ajudar a melhorar a experiência do usuário, aumentar a conversão e diminuir a taxa de abandono.

Nesse caso, um botão com um texto bem pensado poder atrair e convencer uma pessoa a clicar para realizar a ação desejada, que pode ser desde comprar um determinado produto, até se cadastrar em uma newsletter ou baixar um conteúdo de valor.

Além disso, pode ser uma forma eficiente de transmitir a personalidade da marca, gerando mais identificação e criando uma conexão emocional com o usuário.

Como fazer Microcopy?

Para criar um bom microcopy, é preciso seguir alguns princípios básicos. Para começar, é fundamental saber a que tipo persona se destina a interface. Isso porque é importante entender as dores, necessidades e objetivos do usuário final para criar textos relevantes e que o ajudem a concluir suas metas.

Outra dica indispensável é utilizar uma linguagem clara e objetiva, evitando termos técnicos ou jargões que possam confundir o usuário.

O uso de voz ativa também é recomendado, já que eles indicam claramente o que o usuário deve fazer. Além disso, é importante ser consistente na escolha das palavras e evitar termos que possam ser interpretados de outras formas.

E por fim, utilize uma linguagem que combine com a personalidade da marca. Se ela tem uma abordagem mais descontraída e informal, o microcopy também deve refletir isso. Se é mais séria e formal, o tom deve seguir o mesmo caminho e soar mais cuidadoso e respeitoso.

Melhores práticas de Microcopy

Confira a seguir alguns contextos onde cabem o uso de microcopies e as boas práticas a seguir para cada um:

Para mensagens de erro

Receber mensagens de erro podem ser bastante frustrantes para o usuário, desse modo, é importante que o microcopy utilizado seja claro e objetivo. Além disso, é fundamental que a advertência traga um microtexto que ajude o usuário a resolver o problema.

Para botões

Os botões são elementos importantes na interface do usuário, e é essencial que o microcopy neles seja claro e objetivo. Para isso, o texto deve ser conciso e descrever claramente o que o utilizador fará ao clicar no botão.

Para mensagens de confirmação

Aplicamos em botões para confirmar uma ação. Por essa razão, o microcopy deve transmitir ao usuário a mensagem de que ele conseguiu realizar a ação com sucesso.

Exemplos de Microcopy

A seguir,vamos ilustrar alguns exemplos de microcopies muito conhecidos e frequentes em nossas navegações, em variadas situações:

“Inscreva-se agora e ganhe 10% de desconto” (botão de CTA)

“Senha incorreta! Tente novamente.” (mensagem de erro)

“Obrigado por se inscrever em nossa newsletter!” (mensagem de confirmação)

Como testar e medir eficácia dos Microcopies?

Para testar a eficácia dos microcopies, é importante realizar testes A/B, comparando as duas versões de um mesmo texto. É possível fazer isso utilizando ferramentas como o Google Optimize ou a SemRush.

Além disso, é possível medir o desempenho dos microcopies observando as métricas de conversão e engajamento.

Se os resultados melhorarem após a implementação de novos microcopies, isso é um sinal de que estão sendo bem sucedidos.

Conclusão

O microcopy é um tipo de texto importante para melhorar a experiência do usuário e aumentar a taxa de conversão em sites e aplicativos.

Para criar um bom microtexto, é preciso ser claro, objetivo e consistente na apresentação da mensagem. Além disso, é importante entender que existem diferentes situações para utilização do recurso.

Por fim, é essencial realizar testes e medir o desempenho dos microcopies, a fim de garantir que eles estejam cumprindo com seu objetivo.

Se você gostou dessa matéria, então comente conosco e compartilhe com outros desenvolvedores de conteúdo focado na Experiência do Usuário e UX writing.

Fonte: Resultados Digitais Awari Cabrunco Conteúdos Simple Ads

Selecionadas para você

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *